NOTA - Publicado em: 13/03/2019

João Câmara: Diretora do Hospital Regional emite nota de esclarecimento ao blog do Jadson sobre matéria publicada em 11/03/2019.


PEDIDO DE EXONERAÇÃO

Nossa reportagem atendeu com respeito e atenção o pedido de direito de resposta feito pela senhora Josinara Leite, trabalhamos com responsabilidade e democracia, postamos uma matéria baseado em um parecer de uma fonte, no entanto não agimos de má fé, tal prova é permitir de livre e espontânea vontade o direito de resposta.

SEGUE ABAIXO TEXTO PRODUZIDO PELA SENHORA JOSINARA LEITE.

Ao contrário do que foi divulgado no Blog do Jadson Nascimento, no dia 11 de março do corrente ano, NUNCA deixei a unidade hospitalar da qual ESTOU gestora até o presente momento, aos “prantos”, como foi dito pelo blogueiro, por causa de uma iminente exoneração. Das duas, uma: ou a “fonte” do blogueiro usou de má fé lhe repassando uma informação inverídica ou o blogueiro esqueceu de se utilizar de um princípio fundamental para quem deseja trabalhar notícia com seriedade, que é ouvir a “outra versão” dos fatos, se é que se pode chamar de fatos os boatos maldosos a respeito de uma simples substituição de cargo.

Por esta razão e me utilizando do meu direito constitucional de resposta, venho por meio desta nota desmentir o conteúdo da referida publicação.

Assistente social pós-graduada em Saúde Pública com experiência comprovada em diversos órgãos públicos, tais como Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), em Poço Branco, Núcleo de Apoio à Mulher e à Pessoa Idosa (NAMI), em João Câmara, onde também atuei como gerente da Central do Cidadão durante cinco anos; Hospital Manoel Lucas de Miranda, município de Guamaré, onde exerci a função de assistente social por oito anos, e há quatro anos diretora do Hospital Regional Josefa Alves Godeiro, indicada pelo ex-governador Robinson Faria, tenho maturidade o bastante para acatar qualquer decisão vinda do atual Governo. Tenho ciência do meu papel quanto colaboradora “sem vínculo” da atual gestão estadual. Minha postura, portanto, difere totalmente da imagem constrangedora que a citada nota quer fazer parecer.

A nota também expõe o caráter tendencioso do blog ao afirmar que um pedido de afastamento proposto por mim se trata de “conversa fiada”. A prova anexa, ou seja, meu pedido de afastamento comprova, mais uma vez, que o blog, na intenção de ridicularizar a minha imagem perante os leitores e a sociedade em geral, não respeita não apenas os princípios fundamentais de responsabilidade de veiculação de notícias propostos na Constituição Federal e na Lei de Imprensa, como também não respeita os princípios éticos que devem nortear toda e qualquer relação entre seres humanos que vivem em sociedade.

 

Josinara Leite

Faça seu comentário





O preenchimento de todos os campos são obrigatorios.

Comentários

Por: - em 31/12/1969