PANORAMA POLITICO - Publicado em: 23/06/2015

Amanda Gurgel: “Não fui eleita para ter privilégios. Continuo vivendo como uma professora”


Desde que assumiu o mandato em 2013, Amanda Gurgel nunca recebeu a remuneração integral de vereadora em Natal, que hoje é de R$ 17 mil. Amanda continua recebendo o mesmo salário equivalente ao de professora das redes municipal e estadual de ensino, no valor de R$ 3.680. O restante é doado para apoiar as lutas dos trabalhadores e movimentos sociais no Brasil e no RN. Para combater os privilégios dos políticos, a vereadora do PSTU apresentará, ainda esse ano, um projeto que iguala os salários dos vereadores, secretários e do prefeito ao salário médio dos professores da rede pública de Natal.

Atualmente, o salário de um vereador em Natal é de R$ 17 mil, muito acima da média salarial de um trabalhador comum ou dos professores brasileiros com mais de um vínculo, por exemplo. Porém, desde que assumiu o mandato em 2013, Amanda Gurgel nunca recebeu a remuneração integral de vereadora. A parlamentar socialista continua recebendo o mesmo salário equivalente ao de professora das redes municipal e estadual de ensino, no valor de R$ 3.680. O restante é usado para apoiar as lutas dos trabalhadores e movimentos sociais no Brasil e no RN. “Não fui eleita para ter privilégios. Continuo vivendo como uma professora, não mudei de vida, não me adaptei aos privilégios dos políticos.”, explica Amanda.

O mandato da vereadora é parte da luta para mudar o País e é guiado pelos princípios que o PSTU defende para a sociedade socialista. Para o partido, os altos salários dos políticos no Brasil são uma das portas de entrada para a corrupção. Quando um trabalhador comum é eleito, ele passa a ganhar fortunas que também servem para corrompê-lo. “Não estou na Câmara Municipal para enriquecer. Atividade política não pode ser um trampolim pra subir na vida. Em todo o país, são absurdos os salários dos políticos, completamente fora da realidade dos trabalhadores.”, critica a vereadora do PSTU, que em 2013 defendeu um projeto para revogar o aumento de salário que os próprios vereadores aprovaram em 2012, de R$ 15.030 para R$ 17 mil. “A maioria dos vereadores achava pouco os R$ 15 mil e manteve o aumento. Uma vergonha.”.

Para combater os privilégios dos políticos, a vereadora Amanda Gurgel apresentará, ainda esse ano, um projeto que iguala os salários dos vereadores, secretários e do prefeito ao salário médio dos professores da rede pública de Natal.




Faça seu comentário





O preenchimento de todos os campos são obrigatorios.

Comentários

Por: - em 31/12/1969